Diretoria da AOMESP visita Comandante-Geral da Polícia Militar, Cel Salles

A Diretoria da AOMESP foi recebida na manhã de hoje pelo Comandante-geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo Cel PM Marcelo Vieira Salles. Também presentes estiveram o subcomandante, Cel PM Fernando Alencar Medeiros, e o chefe de gabinete do Comando Geral, Cel PM Nelson Guilharducci. O presidente da AOMESP, Cel PM Jorge Gonçalves, foi acompanhado do vice-presidente Cap PM Marco Aurélio Ramos de Carvalho, da diretora-administrativa Cel PM Hilda Magro, e do diretor-social Cel PM Manoel Carlos Abissi Nogueira.

Foi uma audiência de quase uma hora cercada de muita cordialidade e respeito. Muito atencioso como sempre, o Cel Salles elogiou o trabalho da AOMESP a seus mais de 23 mil associados, e relembrou o dia, já passados sete anos, em que ele esteve na Sede da Associação para associar-se. Houve tempo também para o presidente da AOMESP falar das ações em andamento e pedir apoio do comandante ao esforço da Diretoria para fazer valer a decisão da Justiça e o consequente pagamento. O comandante-geral prontificou-se a ajudar no que for possível. Determinou ao seu chefe de gabinete, Cel Guilharducci (que já foi Diretor de Pessoal da PM), verificar a atual situação do pleito da AOMESP para, então, decidir qual providência tomar.

Sobre a Polícia Militar, o Cel Salles disse que o foco de seu comando é a valorização da tropa. Uma das ações tomadas, neste sentido, foi a criação da sala dos Sargentos, nas unidades, sem dúvida um sinal de status àqueles que estão em posição de comando em 373 dos 645 municípios do Estado. O comandante-geral também falou do maciço emprego da tropa em ações que estão dando mais segurança à população, a exemplo da operação “Estrada mais segura”.

Sobre sua manutenção no Comando Geral da Polícia Militar, o Cel Salles disse que viu o convite do General João Camilo Pires de Campos como uma homenagem à Instituição. Ambos mantém relacionamento cordial, profissional e de amizade há muito tempo, o que está sendo determinante para as ações do no novo governo.